TX RX Fórum
Registe-se, faça a sua apresentação e terá acesso total ao TX&RX Fórum. ___________________________ Apresente-se dizendo quem é, escreva algo sobre si. Exemplo: Nome, indicativo, nome de estação, localidade, o que mais gosta de fazer no mundo das radio-comunicações e outras coisas que ache importante para a sua apresentação. Se é novato não tenha vergonha de o dizer, pois cá estamos para o ajudar.
___________________________ O TX&RX Fórum destina-se à publicações de mensagens "posts" relacionados com todos os assuntos sobre Radio Frequência. Essas mensagens têm como objectivo promover ideias, experiências, projectos, esclarecer duvidas, divulgação de actividades e publicações de novidades sobre Radio Comunicações.
Divirta-se!!
Siga no Facebook

RELÓGIO



Divulgação


Compressores

Ir em baixo

Compressores

Mensagem por ALF007 em Qui 6 Dez 2012 - 1:58

São processadores da dinâmica musical, ou seja, processam uma a uma das nuances do som.

Como podemos definir a música? É a arte de combinar os sons de forma melodiosa.

Esta organização e/ou combinação possui uma intensa variedade de sons, que agrupados formam uma melodia. São trechos vocais, que podem ser intensos ou sussurrados, solos instrumentais executados com sopros, percussão, guitarras, baixo, etc, que traduzem a dinâmica da música, pois definem a variação da execução musical.

Na fala, às vezes falamos com maior intensidade, mais alto, outras vezes com menos intensidade, mais baixo.
Os compressores destacam a dinâmica da voz e previnem os excessos oriundos do modo de se pronunciar tratando, através de controles específicos, a variação na altura da voz.

Esta variação na altura na voz retrata a curva dinâmica, que é a diferença entre os picos, pontos de mais altos, e os vales, os pontos mais baixos (suaves). Assim quanto maior a diferença entre os picos e os vales, maior será a o dinamismo da curva.

De que forma os compressores actuam?

Atenuando o sinal de entrada, quando este ultrapassa um nível pré-determinado. Este processo de nivelamento é conhecido como THRESHOLD que também está relacionado a uma proporção escolhida pelo usuário, efectuada por uma taxa de compressão chamada RATIO.

Exemplo: Caso coloquemos a taxa de compressão RATIO de 2:1 teremos o sinal de saída igual à metade do sinal de entrada, contudo esta atenuação do sinal de entrada ocorrerá somente no espaço onde o sinal passa do nível inicial seleccionado.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Basicamente os controles encontrados nos compressores são os seguintes:

Expander

Atenua o nível do sinal de áudio em DB.

Noise Gate

O Gate funciona como um portão, abrindo ou fechando a entrada do sinal de áudio, em função do nível de threshold inicial, ou seja, O LIMIAR, que é selecionável. Esta ferramenta é muito utilizada para suprimir barulhos existentes no ambiente.

Exemplo: Um operador de estação de amador está efetuando um cambio sem VOX. Entre uma sentença e outra, existe um tempo para a respiração, e a fala é interrompida. Neste momento o barulho existente no ambiente pode ser captado pelo microfone. O Gate age exatamente nesta hora cortando o ruído, existente ao redor do operador, na entrada do módulo de compressão.
Contudo pode haver uma resposta indesejável no processamento de áudio, caso o tempo do GATE seja curto e o tempo do Threshold alto. Desta forma, poderemos observar cortes indesejáveis no sinal de áudio, deixando a resposta do processamento comprometida.

Threshold

É o nível de entrada a partir do qual o compressor exercerá a devida atuação.
Caso o sinal de entrada seja da ordem de 10dbs, o compressor entrará em operação, comprimindo os sinais que forem injetados acima dos 10dbs. A partir deste ponto ocorrerá a compressão.
Resumindo: Determina o volume do sinal de áudio (em dB) a partir do qual o compressor atua.

Ratio

É o controle da taxa de compressão.
Exemplo: Vamos supor que a taxa de compressão seja a de 2:1. A diferença entre o Threshold e o volume do pico, do sinal de áudio, será reduzida para a metade. Da mesma forma, se a relação - Ratio - for de 4:1, o pico do sinal de áudio será atenuado à quarta parte do volume que exceder o Limiar, ou seja, a linha de Threshold.

Limiter

Age diretamente para controlar volume do sinal de áudio, porém esta ação é exercida somente para abaixar o referido volume.
Exemplo: Caso falemos alto, o Limiter abaixará o pico de sinal de áudio. De outra forma, falando na média da dinâmica do sinal de áudio, previamente ajustado, este controle não atuará.

Attack

Controla o tempo que o compressor leva para atuar após o sinal passar do nível pré-estabelecido ,ou seja, o Threshold.

Release

Controla o tempo que o compressor leva para deixar de atuar, após o sinal retornar e ficar abaixo do nível de threshold.

Output

Controla o nível de sinal de áudio da saída do compressor. Poderemos utilizar este controle para, se for o caso, reforçar ou atenuar o nível de saída do compressor.

Manual ou Auto

No modo Manual monitoramos o sinal de áudio constantemente e interferimos diretamente, por exemplo, nos controles dos tempos de attack e de release. No modo Automático os ajustes dos tempos de attack e release são definidos pelo próprio compressor.

Knee

Selecionamos neste controle o ajuste para uma curva de compressão mais agressiva e imediata ou uma reposta mais suave (musical).

IN/OUT (Bypass)

Este controle na posição IN, ativa o compressor e na posição OUT, faz com que o sinal de áudio passe por este módulo sem ser modificado.

Couple ou Stereo

Sincroniza os dois canais para utilização em modo estéreo.

Observação final sobre a utilização de Threshold na compressão

Caso exista no “Shack” níveis altos de ruído, tais como: Sopro de cooler de computador, ventoinhas de lineares, ruídos externos em geral, é provável que o resultado esperado com a compressão não seja o mais satisfatório, pois o sinal de áudio tende a ficar “sujo” e com o nível acima do recomendado para ser processado pelo compressor, resultando em um controle pobre do limiar, ou seja, o Threshold.

É importante é ajustar o compressor para que tenhamos na fala, somente nela, a redução de 3dbs.
As freqüências altas são comprimidas pelo compressor de forma mais agressiva. Isso é fato!
O ruído no Shack, produz resposta nas freqüência entre a faixa de 50hz e 600hz, atrapalhando o ajuste no nível de Threshold e assim colocando em xeque todo o processo de compressão.

Caso os ruídos e barulhos de fundo, no ambiente, onde o Shack estiver localizado, sejam suprimidos, e se o compressor for devidamente configurado, para os níveis de entrada de sinal de áudio, obteremos, nas freqüência graves e médias, uma redução na resposta ao ataque inicial, da ordem de 3dbs e nas freqüência altas redução entre 10 e 15 dbs, valores, estes e aqueles, que traduzirão uma linearidade na dinâmica da fala, resultando em uma compressão apropriada para a equalização.

Conclusão

A utilização correta dos módulos de processamento de dinâmica está intimamente atrelada ao entendimento profundo de cada uma das funções existentes nos compressores, pois esta é, depois da equalização, a etapa mais importante de todo o processamento de áudio.

Escrito por: Humberto, [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Fonte: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

__________________________________
Qualquer duvida exponha no Fórum.
Vamos ajudar-lhe.
Com as suas duvidas, vamos aprender!
Por isso existe o
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]     ... 73's
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Siga o Facebook TX&RX Fórum
.... O meu canal
You Tube

Instagram
TX&RX DX Grupo
31TX007 - Classe 3
PMR265
avatar
ALF007
Administrador Fundador


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum